sexta-feira, 3 de setembro de 2010

- Sentimento do agora.


Faço planos que vivem fugindo pelos meus dedos. É, assim feito energia. Voa e para nos ouvidos das pessoas. É amor, essência, carinho e tudo mais que existe guardado dentro de mim. Dentre as estantes, os acordes equalizados, o mundo inteiro vira um sorriso eterno. Tudo é música, é tempo. Passa sem passar. No depois, o correr das horas que aprecia ter parado , esquisitamente voou. É sempre assim quando faço ou fazemos algo que gostamos, que me/ nos deixa em paz. Com muita luz, pouca, ou muito pouca. Eu não sei de nada. Só sei que sinto tudo. O sentir é a melhor forma de saber alguma coisa, mesmo que inconscientemente.
Quero dormir cedo, mas o tempo parece esticar. Nada de sono. É a vontade de o outro dia chegar logo. Quando chega, voa. As músicas vão tocando. Vou seguindo cada compasso delas, tentando sincronizar no meu descompassado coração. Eu não quero saber as horas. Minha mente cria, assim... vamos cantando e imitando os pássaros junto com o orvalho da manhã. O dedilhado nas cordas, me deixa sem saber como continuar esse escrito. São tantas luas, a distância da estrela, o que guardo comigo, e uma linda foto na minha carteira. Não ouso dizer o isso da vida. O espelho me mostra o avesso. –Me deu vontade de comer um pão de queijo agora. Uma saudade só minha. – a música continua... número 1,2,3 e serão tantas ainda... Eu cuido. Termino indo dormir ouvindo: -Mundo Inteiro - Se Enamora – Relicário - Trem das Cores – Uma mensagem de Amor.
– Um Beijo, Céu, Estrela, Lua!

Adomerço.



* A foto de Marley tocando violão.

4 comentários:

  1. Todas as palavras formam uma imagem na minha cabeça....
    ...essa música tem minha energia como cifra e meu filho como modelo..
    TA TUDO LINDO.

    ResponderExcluir
  2. O MEU BEBÊ É LINDO NÉ =)

    ResponderExcluir
  3. Continue escrevendo e postando seus textos, são lindo e de muita sensibilidade!

    Lizandra

    ResponderExcluir